Não pague o aluguel: sobre o polêmico reajuste

1
196

Trapalhada colossal a decisão da CipSoft de reajustar os aluguéis de casas e guildhalls do Tibia com base na inflação atual da Venezuela. Com o perdão da ironia, todos sabemos que a economia tibiana sofreu uma profunda alteração, com o passar dos anos, por conta de uma série de fatores que sobrepassam até mesmo ao âmbito in-game. Em razão disso, de tempos em tempos, concordo que é necessário propor e aplicar certas medidas que tornem determinados valores proporcionais. No entanto, o reajuste anunciado na manhã de ontem é mais salgado que a água do mar morto; é absurdo!

De fato, a economia tibiana cresceu bastante e muitos jogadores conseguiram acumular riquezas imensas, inclusive por meios ilícitos. Claro, ninguém discorda que atualmente os jogadores têm à disposição uma série de meios pelos quais podem obter lucros inimagináveis em épocas passadas. Mas devemos lembrar existem diferentes perfis de jogadores e que esta alteração, da forma como se apresenta, penaliza justamente aquela parcela de tibianos que não possuem muitos recursos.

Do alto de alguns castelos, é fácil se posicionar contra ou a favor da mudança quando esta não te afeta muito. Para uma fatia de privilegiados, o que muda pagar 800K de aluguel em uma mansão em Yalahar ou Oramond? Isso não é nada para eles. Mas para alguns, o anúncio emblemático chegou como cruzado de direita bem no queixo. Quando ousamos descer dos nossos castelos virtuais e RL, e caminhamos em meio aos mortais comuns, percebemos que não são todos que possuem ferramentas, técnica, conhecimento ou simplesmente tempo disponível para alcançar o patamar que alcançamos. E isso não é demérito algum!

Jogador ironiza o reajuste anunciado pela CipSoft em um grupo do Facebook

Quem me conhece, sabe que costumo estar de acordo com a maior parte das mudanças propostas pela CipSoft e que repudio críticas inócuas. No entanto, a meu ver, caso sejam mantidos esses preços abusivos quando da efetivação do reajuste, em abril, o Tibia estará caminhado definitivamente rumo ao pay-to-win. Com base no argumento de crescimento da economia, podemos pensar em inúmeras mudanças. Já imaginou ter de pagar de 10 a 20K por viajem de barco? E que tal, então, termos NPCs cobrando pedágio para acesso a determinados locais do jogo? Estou certo de que comunidade ainda poderia me ajudar a pensar em inúmeras outras coisas.

Observe que estou de acordo com a CipSoft sobre a necessidade de um reajuste que torne valores mais proporcionais, mas discordo deste reajuste anunciado, que fixou novos valores que considero absurdos para o aluguel de casas e guildhalls. Também não concordo que isso tenha sido feito da noite para o dia. Os valores estão definitivamente fora da realidade de inúmeros tibianos, provavelmente a maioria deles, e eu me incluo aqui. Convido a CipSoft a propor novos valores que possam contemplar e que estejam portanto compatíveis com a realidade do percentual de jogadores que respeitosamente ouso representar.

Ainda há tempo…

1 COMENTÁRIO

  1. O Tibia já tem alguns elementos pay-to-win, mas o aumento dos aluguéis das casas NÃO tem nenhuma relação com pay-to-win, já que ter uma casa, por si só, não oferece nenhuma vantagem de experiência ou skill. Esse aumento tem o intuito bastante evidente de inibir que contas quase inativas continuem segurando casas de maior procura e o intuito de transformar o ato de “ter uma casa” em algo desafiador de verdade, não como é hoje, que qualquer jogador pode alugar uma casinha pequena até com o gold acumulado de Dawnport. Discordo do texto.